3 de abril de 2019

SARGENTO DA PM É DENUNCIADO POR ESTUPRO E HOMICÍDIO NO CASO ZAÍRA


O Ministério Público do Rio Grande do Norte denunciou nesta terça-feira (02) à Justiça o sargento da Polícia Militar de 36 anos suspeito de estuprar e matar a estudante universitária Zaira Dantas Silveira Cruz, de 22 anos, no dia 2 de março, durante o carnaval, na cidade de Caicó, na Região Seridó do estado. 





O MP ofereceu denúncia contra o policial pelos crimes de estupro consumado e homicídio quadruplamente qualificado e pediu que ele seja submetido ao Tribunal do Júri Popular. A denúncia foi protocolada na 3ª vara da comarca de Caicó nesta terça-feira (02). 





O sargento de 36 anos foi preso no dia 15 de março em Currais Novos - sua cidade natal e também de Zaira Cruz - e levado para Natal, onde segue detido no Comando Geral da Polícia Militar. 





A denúncia do Ministério Público se baseou no inquérito policial do caso para indicar o PM como suspeito de ter cometido o crime. O MP aponta que o sargento usou de "violência física extrema" e estuprou Zaira dentro do carro antes de matá-la. 




De acordo com o MP, o sargento teria a matado por asfixia mecânica ao esganá-la "com o objetivo de assegurar a ocultação do crime sexual". O Ministério Público afirmou que o assassinato teve a intenção de ocultar o crime sexual, já que "caso não tivesse sido assassinada, Zaira Cruz comunicaria o crime de estupro às autoridades policiais", segundo o documento. 

0 comentários:

Postar um comentário