16 de novembro de 2018

BANDIDOS QUE BALEARAM CLIENTE DURANTE ASSALTO EM FARMÁCIA MORREM EM CONFRONTO COM A PM NO RN

Dois homens, ambos ainda não identificados, morreram ao trocarem tiros com policiais militares na noite desta quinta-feira (15) no Planalto, bairro da Zona Norte de Natal. 





Segundo a PM, a dupla é a mesma que, pela manhã, havia baleado um cliente que reagiu a um assalto dentro de uma farmácia no conjunto Cidade Satélite, na Zona Sul da cidade. Na ocasião, os bandidos ainda ficaram feridos durante um confronto com um outro cliente, que estava armado e também reagiu à ação dos criminosos. 




De acordo com a assessoria de comunicação da Polícia Militar, após o assalto na farmácia, policiais militares do Batalhão de Choque (BPChoque) e da Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas (Rocam) partiram em busca dos criminosos. A dupla acabou sendo localizada à noite, no Planalto. Foi quando houve o enfrentamento e os suspeitos foram novamente baleados. Os dois ainda foram socorridos, mas não resistiram aos ferimentos. 





Com a dupla foram apreendidos um revólver calibre 38, uma espingarda calibre 20 e munições. 




A ocorrência foi apresentada à Central de Flagrantes da Polícia Civil.

OPERAÇÃO DO MINISTÉRIO DO TRABALHO RESGATA 25 PESSOAS DE TRABALHO ESCRAVO NO INTERIOR DO RN

Uma ação realizada pelo Grupo Móvel de Fiscalização do Ministério do Trabalho resgatou nesta semana 25 trabalhadores submetidos a trabalho degradante na zona rural de Carnaubais, na região Oeste potiguar. Segundo o MP, os resgatados trabalhavam de forma informal na extração da palha das palmeiras nativas e em cerâmicas locais. 









A operação do Ministério do Trabalho contou com a participação de representantes do Ministério Público do Trabalho, do Ministério Público Federal, da Defensoria Pública Federal e da Polícia Federal. 




Nas áreas de extração fiscalizadas foram resgatados 19 trabalhadores. Destes, 10 laboravam e pernoitavam no meio da mata, e outros 9 que estavam pernoitando no interior do baú de um velho caminhão que servia como local de moagem. Outros 6 foram resgatados em cerâmicas locais. Eles dormiam no local, sem as mínimas condições de higiene e segurança. 





As palhas de carnaúba são amarradas e submetidas ao processo de secagem, com a disposição da matéria-prima no chão para exposição ao sol. Uma vez seca, a palha é ‘batida’ em maquinário próprio, processo pelo qual se extrai o pó da carnaúba. O pó é vendido então para a indústria, passando muitas vezes pela mão de intermediários que o transformam em cera utilizada em produtos automobilísticos, cosméticos e componentes eletrônicos”, explica a coordenadora da ação, Gislene Ferreira dos Santos Stacholski.



Na primeira propriedade de extração fiscalizada, de 15 trabalhadores que atuavam no meio da mata, todos na informalidade, 5 dormiam em redes presas aos troncos das árvores, inclusive no tronco das carnaúbas. “O empregador fornecia apenas uma lona para que fosse utilizada caso chovesse”, conta a coordenadora. 




Os fiscais constataram que nenhum dos 15 trabalhadores contratados na propriedade havia sido registrado. Cada empregado recebia uma média de R$ 300 a R$ 350 por quinzena, já descontados o valor referente à alimentação, de acordo com a produção da equipe.

QUATRO FREIRAS SOBREVIVEM A CAPOTAMENTO DE CARRO NO SERIDÓ POTIGUAR

Quatro freiras sobreviveram a um capotamento de carro nesta quinta-feira (15) na BR-427, na altura da cidade de Serra Negra do Norte, no interior potiguar. Todas usavam cinto de segurança, segundo informou a Polícia Rodoviária Federal.
 
 
 
 
 
 
 
Ainda de acordo com a PRF, duas das religiosas escaparam ilesas, uma teve ferimentos leves e a outra fraturou um braço.
 
 
 
 
As freiras, que têm entre 40 e 60 anos, haviam saído pela manhã da cidade de Cajazeiras, na Paraíba, a caminho de Tibau do Sul, no litoral Sul do RN.
 
 
 
 
No caminho, ao tentar desviar de um buraco na rodovia, a freira que conduzia o veículo, uma minivan modelo Spin, acabou perdendo o controle da direção e o carro capotou.

QUEM TEM PROBLEMAS COM A JUSTIÇA NÃO ENTRARÁ NO GOVERNO, DIZ BOLSONARO

O presidente eleito Jair Bolsonaro descartou a possibilidade de que pessoas com problemas com a Justiça integrem seu governo. Ao apresentar o futuro chanceler, o embaixador Ernesto Araújo, o futuro mandatário negou que esteja negociando indicações para embaixadas ou ministérios com qualquer integrante do atual governo.




Quem estiver devendo para a Justiça não terá a mínima chance de continuar num governo meu. Quem não estiver devendo, podemos até conversar”, declarou Bolsonaro. Ele disse que pretende concluir a definição dos nomes para ocupar o primeiro escalão até 30 de novembro.




Sobre o futuro ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni, Bolsonaro declarou que ele está isento de acusações e tem qualidades para ocupar o cargo. O presidente eleito disse que as indicações não estão levando em conta critérios políticos.




O Onyx é a pessoa mais adequada para responder a essa pergunta para vocês. Pelo que eu saiba, ele não é réu em nada. Não tem critério político [nas indicações]”, acrescentou Bolsonaro.





O ministro extraordinário da transição, Onyx Lorenzoni, negou hoje que tenha sido beneficiado com um segundo repasse da JBS, em 2012. Ele reconheceu que houve, sim, um repasse em 2014, e disse ter admitido o erro publicamente. De acordo com o ministro, a informação veiculada na imprensa tem a intenção de desestabilizar o governo eleito Jair Bolsonaro.






Perguntado se confiava plenamente na isenção de Lorenzoni, o futuro presidente respondeu: “Cem por cento da minha confiança, ninguém tem. Só meu pai e minha mãe”. Neste momento, Bolsonaro foi aplaudido por populares que acompanhavam a entrevista na porta do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB), em Brasília, local onde está a equipe de transição.

MULHER E CRIANÇA SÃO ENCONTRADAS MORTAS DENTRO DE CARRO QUE FOI TOMADO PELA ENXURRADA EM BELO HORIZONTE

A mulher e a menina de 6 anos encontradas mortas em um carro tomado pela enxurrada estavam abraçadas e com um terço nas mãos, informou o Corpo de Bombeiros nesta sexta-feira (16).








Os dois corpos estavam em um Palio prata na Avenida Vilarinho, na Região de Venda Nova, em Belo Horizonte, que foi tomado por uma enxurrada nesta quinta-feira (15). 




O volume da água foi tanto que atingiu aproximadamente dois metros de altura e muita lama se espalhou pela avenida. Uma retroescavadeira da prefeitura começou a limpeza ainda de madrugada.




Parte do alambrado da linha do metrô foi arrancada e muito lixo ficou preso à cerca. Ainda por causa da chuva, a Estação Vilarinho está fechada e a composição faz as viagens até a Estação Floramar.




O prefeito de Belo Horizonte, Alexandre Kalil (PHS), deve fazer uma visita ao local na manhã desta sexta-feira.
 

15 de novembro de 2018

URGENTE! PREFEITO AMAZAN SILVA ANUNCIA INÍCIO DA OBRA DA ADUTORA BOQUEIRÃO/JARDIM DO SERIDÓ

O prefeito de Jardim do Seridó, Amazan Silva, usou suas redes sociais na manhã desta quinta-feira, (15), para dar uma das melhores e mais esperadas notícias de todos os tempos em Jardim do Seridó. O início da obra da adutora que levará água da Barragem Boqueirão de Parelhas para Jardim do Seridó. “Com muita alegria, informo à população jardinense que as obras da nossa Adutora terão início na próxima semana”, postou. 










Em sua postagem, o cantor/prefeito informa que, entrou em contato com o diretor da empresa ganhadora de licitação, o qual lhe confirmou que a grande obra terá início na próxima segunda-feira, (19). A obra é considerada como a maior e mais importante obra dos últimos 20 anos para Jardim do Seridó.







Em menos de 2 anos de gestão, essa é mais uma das grandes conquistas do atual prefeito, que lutou até conseguir junto ao atual governador, Robinson Faria, o que será a redenção do problema da falta de abastecimento de água em Jardim do Seridó.








Do Blog: A diferença é grande! O outro gestor passou 8 anos prometendo, e nada fez para resolver o problema. Amazan chegou, sem prometer, e consegue resolver em menos de 2 anos de gestão. Parabéns!

“BACURAUS ENROLADOS”! HENRIQUE ALVES, GEDDEL E CUNHA, E MAIS 15 VIRAM VÉUS POR CORRUPÇÃO

O juiz Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara da Justiça Federal de Brasília, aceitou nesta quarta-feira (14) a denúncia oferecida pelo Ministério Público contra o ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB-BA), os ex-deputados Eduardo Cunha (MDB-RJ) e Henrique Alves (MDB-RN) e mais 15 pessoas. 





Com a decisão do juiz, eles se tornaram réus no processo e passarão a responder a uma ação penal.
A aceitação da denúncia não representa a condenação dos investigados. Isso porque eles ainda serão julgados e podem ser condenados ou absolvidos. 





Vallisney deu dez dias para as defesas apresentarem respostas à acusação e deu 15 dias para a Polícia Federal apresentar um relatório "pormenorizado sobre os bens e respectivas destinações apreendidos no interesse deste processo".




A denúncia foi apresentada na Operação Cui Bono, deflagrada pela Polícia Federal no ano passado para investigar fraudes na liberação de crédito pela Caixa Econômica.






Além de Geddel, Cunha e Henrique Alves, também se tornaram réus Lúcio Funaro, delator apontado pelas investigações como operador do MDB; e Fábio Cleto, ex-vice-presidente da Caixa. 





Quando denunciou os investigados, o Ministério Público separou as acusações por operações de créditos.
 

PRESO É ENCONTRADO MORTO DENTRO DA PENITENCIÁRIA ESTADUAL DE ALCAÇUZ

Um detento foi encontrado morto dentro da Penitenciária Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta. O preso foi identificado como João Maria da Silva, de 57 anos. 




De acordo com a Secretaria Estadual de Justiça e Cidadania (Sejuc), João Maria foi encontrado por outros detentos caído no banheiro do setor de trabalhadores da penitenciária. A Polícia Civil e o Instituto Técnico-Científico de Perícia foram acionados. 





Ainda segundo informações da Sejuc, João Maria tomava antidepressivos e no último dia 5 de novembro havia sido submetido a uma endoscopia, para análise do estômago e esôfago. O detento aguardava o resultado de uma biópsia para fechamento de laudo




.
"Só o Itep - chamado pela direção da unidade, assim como a Polícia Civil - poderá determinar a real causa da morte, aparentemente natural", informou a Sejuc por meio de nota.